sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Caleidoscópio!

Presente céu iluminado pelos anjos da vida,dias sem tempo cronológico ,apenas as vertentes da beleza que se espalham ,como espelhos d água,ninguém compreende a mensurável obra da natureza ,que simbolicamente não tem descrição,ou definição , um simples moinho de vento que atinge o espírito com golpes de rosas gigantescas.
Até mesmo ,os cegos ,surdos,mudos,e sem alma ,sentem a energia dos milhares de céus que cobrem seus corpos quentes,ou frios,ou vivos,ou mortos,ou flutuantes,uma brisa intensa e cheia de sabores próprios,como o gosto do mar que é um só!
De repente ,todos os que tem pés ,criam asas tão coloridas que chega a cegar os olhos da alma,sem medo ,sem desejo,sem anseio,só pureza.
Tudo virou luz,e o Glitter das aspirações adormeceram todos os corações aflitos ,tornando tudo mágico, magnífico,e até as sombras criaram cores.
Viva a cor,viva a dor,viva ao amor,viva ao desamor,viva ao eterno caleidoscópio estrelar!